SINDIPOL, ACORDA BRASIL!

Sindipol participa de protesto contra a aprovação das reformas do governo Temer

Cristiane Sagioratto
Assessoria Sindipol

Mais de 20 mil pessoas protestaram na manhã desta sexta-feira (28.04) na Avenida Leste Oeste, em frente ao Terminal Urbano de Transporte Coletivo de Londrina, contra as reformas Trabalhista e Previdenciária do Governo Temer. A manifestação reuniu 34 sindicatos representantes de diversos segmentos de trabalhadores (as) da cidade, entre Saúde, Educação, Segurança Pública, Rodoviários, entre outros e seguiram em passeata rumo ao Calçadão de Londrina com faixas, cartazes e carro de som.

O Sindicato da Polícia Civil do Paraná (Sindipol) atendeu ao pedido da Central Sindical dos Profissionais de Segurança Pública – a Cobrapol (Confederação Brasileira dos Policiais Civis) e esteve presente no protesto. O presidente do Sindipol, Michel Franco, mostrou sua indignação contra as propostas de Reforma da Previdência, Trabalhista e Previdenciária do governo Temer.

“Nós vamos lutar com todas nossas forças contra essa reforma destruidora que fere o Direito do trabalhador (a) brasileiro (a) e dos profissionais de Segurança Pública. Franco garantiu que se dia 08 de maio a Proposta da PEC 287 for à votação no Congresso, o Sindipol estará representando a categoria policial em Brasília”, garantiu Franco.

O aposentado, Elenilton Gonçalves, ficou admirado com a quantidade de pessoas que aderiram ao protesto no Centro de Londrina. “Já participei de diversas manifestações na cidade, mas essa quantidade de pessoas que estou vendo aqui hoje representa o descontentamento e a indignação dos londrinenses contra a aprovação da Emenda Constitucional”, disse.

Na avaliação do representante Sindical da Polícia Rodoviária Federal do Paraná, Rogério Cunha, a Reforma da Previdência antes de ir a votação em maio, deveria ser discutido com as centrais sindicais, para assim levantar os pontos que precisam ser reavaliados. “Nós queremos ver o Brasil crescendo produtivo, mas não a custo do trabalhador. O governo quer que o policial se aposente com 70 anos, sem direito a integralidade. O Congresso quer a todo custo que aceitemos a reforma sem a devida discussão com nossa categoria, isso é um desrespeito com nossa classe”, reclamou Cunha.

A União dos Policiais do Brasil (UPB) em parceria com o Sindipol e demais entidades da Polícia Civil, estiveram em Brasília no dia 18 de abril. Um diálogo foi esperado pelas duas entidades com o relator da Reforma da PEC, porém sem sucesso segundo o representante da PRF. “O relator não quis conversar com nenhuma central sindical. O presidente Temer quer a todo custo avançar com o processo da Emenda Constitucional e os deputados que apóiam essa emenda destruidora e que aniquila os direitos dos Profissionais de Segurança Pública não merecem o voto do (a) trabalhador (a) nas eleições”, finalizou o representante sindical.

Os representantes do Sindicato da Polícia Rodoviária Federal do Paraná protestaram com uma faixa no calçadão de Londrina com os dizeres: “Os deputados Federais que apóiam a PEC da Previdência não merecem seu voto em 2018”.

Por fim, o Presidente Michel Franco enfatizou em seus dois discursos, realizados durante o movimento, que além da defesa dos direitos dos trabalhadores, o que está em jogo é o futuro nas novas gerações, que serão também escravizadas caso as reformas de Temer consigam ser aprovadas. “ Não podemos permitir que ratazanas conduzam o destino da nação. O povo brasileiro tem que tomar as rédeas de seu destino e exercer o seu poder legítimo contra um governo tirano e nocivo à população brasileira, contra um Congresso Nacional imerso, quase que totalmente, em um oceano de lama e escândalos de corrupção. O povo desta nação linda e gigantesca tem que acordar e se juntar massivamente ao movimento dos Policiais Civis do Brasil  de tomada do Congresso Nacional, que servirá de símbolo, assim como foi a tomada da Bastilha para Revolução Francesa, para um novo rumo a esse potencialmente gigante mundial, que hoje está atravancado por lideranças corruptas e descomprometidas com a nação, de nome BRASIL.”, concluiu Michel Franco, Presidente do Sindipol.

 

Verifique Também

GRITO DE SOCORRO DOS POLICIAIS CIVIS NA UPB FOZ DO IGUAÇU

SINDIPOL marcou presença no evento da UPB (União dos Policiais do Brasil) realizada na belíssima …

Deixe uma resposta