Guerra contra PLP 257/16

Pres. Michel (SINDIPOL) encontra-se com Pres. Gandra (COBRAPOL)

Encontro realizado no Congresso em Brasília, consolida discurso entre SINDIPOL PARANÁ e COBRAPOL contra a famigerada PLP 257.

E não parou por aí, estiveram presentes no Congresso representantes de diversos Sindicatos e Federações de todo Brasil, incluindo nosso Sindicato irmão SINCLAPOL, bem como nossa FEIPOL SUL.

A hercúlea mobilização dos Sindicatos já produziu efeitos imediatos. O governo federal não suportou a pressão e recuou. Ricardo Berzoini, Ministro-chefe da Secretaria de Governo, comprometeu-se em retirar o pedido de urgência constitucional, que dava celeridade na discussão e aprovação no parlamento, bem como da retirada dos pontos do projeto que atingem visceralmente direitos dos servidores públicos de todo o país. Desta forma ficariam no PLP 257 apenas a proposta de alongamento das dívidas e o novo perfil da política fiscal sem atacar os direitos dos funcionários públicos.

“Um verdadeiro rolo compressor “, definiu o Presidente Michel Franco do SINDIPOL PARANÁ sobre a mobilização dos Sindicatos que representam servidores públicos do Brasil inteiro contra PLP 257.

“Mas os servidores não podem baixar a guarda neste instante, devem se manter coesos e não desperdiçar toda essa construção de mobilização, que demonstrou uma grande força dos Sindicatos da seara pública. Ainda é preciso se manter atentos, tendo em vista que o PLP 257/16 voltará a ser discutido após o fim do processo de impedimento da Presidente da República”, asseverou o Presidente Michel Franco do SINDIPOL PARANÁ.

 

Verifique Também

DATA-BASE – Segundo round

Saudações Policiais Civis De antemão, peço que relevem os eventuais erros no texto a seguir, …